Notícias da comunidade

O fado foi para Cuca “paixão à primeira vista”

Cuca Roseta nunca ouviu fado em casa. Por lá, o que passava era ópera e música clássica. Mas o fado acabou por surgir, como que se estivesse traçado que um dia seria seria fadista. Foi e hoje não canta apenas. É uma mulher inteira no fado, revelando-se plenamente co­mo intérprete, autora, compositora e letrista. Amanhã mostra todo este seu talento em Anadia, num concerto que a autarquia local antevê de «memorável» e que abre o ciclo “Concertos de Primavera”, a decorrer no Cineteatro Municipal de Anadia.Em palco estará muito de “Luz”, o seu mais recente álbum, ainda que outro trabalho já esteja em «gestação», como a própria fadista o revela. «É a luz interior que ilumina o caminho e diz quem eu realmente sou e para onde vou, sem críticas, sem excessos, uma luz que devo manter sempre acesa para que exista equilíbrio», conta Cuca Roseta.

Mostrar mais
MaisLusa

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Ver também

Close
Close