Notícias da comunidade

Português quer tornar as motos de trial desporto olímpico em 2024

Os tempos são de mudança, até mesmo nas modalidades olímpicas. A Federação Internacional de Motociclismo, liderada pelo português Jorge Viegas, quer que o trial seja introduzido como modalidade.

Depois de os Jogos Olímpicos de Tóquio terem assistido à inclusão de cinco novas modalidade, é mais que provável que Paris não queira ficar atrás, com os franceses também a querer deixar a sua marca. Consciente desta realidade, Jorge Viegas, o português que preside à Federação Internacional de Motociclismo (FIM), deslocou-se à capital francesa, onde manteve uma reunião com o comité de organização dos Jogos Olímpicos (JO), responsável por Paris 2024.

O objectivo do encontro foi promover a modalidade olímpica o Trial-E, o trial realizado com motos eléctricas. E são vários os motivos que suportam esta candidatura, a começar pela ausência de ruído e de poluição. Mas esta actividade, em que os pilotos dão provas de um equilíbrio e técnica de verdadeiros malabaristas, oferece ainda as vantagens de não ter o factor velocidade, que os JO poderiam temer que afastasse algum público, nem de ser muito dada a acidentes, outro argumento que deverá cair bem junto de quem cabe organizar mais uma etapa dos JO.

A proposta defendida por Jorge Viegas enquadra-se na perfeição nas directrizes do comité olímpico, que determinou que as novas modalidades só poderiam ser consideradas caso fossem desportos que atraíssem os jovens, abertas a homens e mulheres, sustentáveis (e daí as motos eléctricas) e praticadas em todos os Continentes. Pede-se igualmente que não exijam infra-estruturas específicas e que sejam espectaculares, o que é fácil de constatar no vídeo abaixo.

Mostrar mais
MaisLusa

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Ver também

Close
Close